Pages

Tradutor

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

Moda

Consciência ambiental e cores marcam desfiles em Londres 

A Semana de Moda de Londres está mais colorida do que a de Nova York. As coleções inverno 2010, que estão sendo apresentadas na capital inglesa de 19 a 24 deste mês, destacam tons vivos como azul, vermelho, laranja e pink em looks que privilegiam sobreposições e volumes.
 
 
As cores, no entanto, trazem embutidas questões que envolvem a preservação do planeta. Desde as camisetas com frases - manifesto de Vivienne Westwood que apresenta sua segunda linha, a Red Label, na cidade, até os tricôs rústicos do estilista Charles Anastace, que colocou modelo com rosto pintado na passarela.

Todd Lynn refletiu sobre as mudanças climáticas e brincou com as figuras de caça e caçador. Em alguns looks, a inspiração partiu do caçador que usa a pele da caça como roupa. Em outros, o caçador torna-se presa. Couro, lã e peles são os materiais da temporada. "É o lado negro do futuro", resumiu o estilista ao site InStyle.

Matthew Williamson também apostou em peles nos detalhes, mas nesta temporada suavizou seu trabalho com estampas dando mais espaço a cores que aparecem em peças-chave como um trench-coat Pink. Além das cores, o Lurex se destaca na coleção, que também traz peças mais sofisticadas como vestido de tweed com detalhes em babados.

Vivienne Westwood lançou em seu desfile uma campanha de amor e respeito pela Terra, batizada de "Loyalty 2 Gaia" (Lealdade à Terra). A coleção trouxe sobreposições com peças que marcam o estilo da estilista e rebelde inglesa, como xadrezes, camisetas, estampas de animais, florais.
 
Julien MacDonald também apostou na sobreposição de materiais, mas a coleção deriva de suas lembranças do livro "Riders", da escritora Jilly Cooper, que conta a história de um grupo de cavaleiros, recheada de intrigas e sexo.
  

1 Fale com as Miact's:

fasha comeback again disse...

I have a new article on my blog, please give your comments

Postar um comentário